Está offline. para recarregar esta página conecte-se a uma rede.
Hoje
18º / 25º
Floresta

I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre

  • Notícias
  • I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre
O I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre iniciou dia 2 de junho de 2021 com uma sessão de abertura no Auditório Professor Lima de Carvalho do Instituto Politécnico de Viana do Castelo que contou com a presença da Secretária de Estado do Turismo e que evidenciou a importância de defender o garrano, a Serra d’Arga e os produtos endógenos da região.
Floresta | 1 julho 2021

A Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, defendeu que o turismo “é um setor suficientemente generoso para poder abranger sinergias com variados setores de atividade”. “O turismo tem a particularidade de valorizar o que é bom, o que é nosso, e o turismo equestre e o garrano têm essa importância e merecem ser valorizados”, frisou.

A governante realçou que o projeto Vilas e Aldeias Equestres entre Arga e Lima, que une os municípios de Viana do Castelo, Caminha e Ponte de Lima, “mereceu, desde o primeiro momento, o apoio do Turismo de Portugal”, assumindo que “o turismo equestre tem todas as caraterísticas para promover o ‘cross-selling’ (venda cruzada) com outros produtos turísticos, como a gastronomia, o enoturismo, o turismo médico e o turismo desportivo”.

Também o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, destacou o facto de os três municípios estarem a trabalhar em prol da Serra d’Arga, do cavalo garrano e dos produtos endógenos.

“Este é um Congresso que vai contar com a participação de inúmeras entidades, com um programa bastante rico do ponto de vista científico. Pretendemos consolidar a importância que o garrano tem do ponto de vista genético, do ponto de vista patrimonial e cultural para o território”, defendeu o edil, considerando que a proteção do garrano é uma prioridade para a região e para o país.

“Estamos muitos gratos aos produtores e criadores pelo vínculo de confiança e pelo trabalho que têm feito na preservação e defesa do cavalo garrano”, frisou José Maria Costa, considerando que este equídeo é um valioso produto endógeno que pode e deve potenciar o turismo local.

O Presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Carlos Rodrigues, referiu que este Congresso “é um bom exemplo daquilo que pode ser feito para promoção do nosso cavalo garrano e dos produtos endógenos da região”.

O I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre decorre em Viana do Castelo de 1 a 3 julho, presencialmente e através dos meios digitais, reunindo mais de quatro dezenas de investigadores de sete países distintos - Portugal, Espanha, França, Japão, Turquia, Estados Unidos da América e Austrália - que lideram trabalhos pioneiros no estudo, conservação e valorização de equinos e das suas relações ecossistémicas e com o Homem. O evento conta com a participação, por videoconferência, de Jane Goodall e de Tetsuro Matsuzawa, referências mundiais em primatologia e conservação da natureza.

Este Congresso, interdisciplinar, centra-se em cinco eixos temáticos: ecologia e etologia de equídeos (cavalos, burros, zebras, híbridos, cavalo Przewalski); linguagem, inteligência e cognição de equídeos; interações humanas e equinas; equinos, turismo e desenvolvimento; e património equestre material e imaterial.

A primatologia ofereceu as bases teóricas e metodológicas para o estudo dos equinos, através de uma rede de parceria entre a Universidade de Quioto e a Universidade de Sorbonne Nouvelle Paris III, concretizada através do professor Carlos Pereira, presidente fundador do Instituto do Cavalo e da Equitação Portuguesa em Paris e cofundador do Projeto Horse Cognition.

O I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre é promovido pelo Município de Viana do Castelo, ao abrigo do projeto Vilas e Aldeias Equestres entre Arga e Lima, cofinanciado pelo Turismo de Portugal e conta com o apoio dos Municípios de Caminha e Ponte de Lima, parceiros deste projeto, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo e da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte.

Resumo
Categoria
Floresta