Está offline. para recarregar esta página conecte-se a uma rede.
Hoje
11º / 15º
Dia Temático

Dia Mundial das Zonas Húmidas

O dia 2 de fevereiro assinala o dia Mundial das Zonas Húmidas áreas que, de forma permanente ou temporária, se encontram cobertas por água, doce, salobra ou salgada, incluindo águas marinhas até seis metros de profundidade na maré baixa e zonas costeiras e ribeirinhas a elas adjacentes.
Dia Temático | 2 fevereiro 2020

Para além de suportarem uma elevada diversidade de espécies, as zonas húmidas têm um papel essencial no armazenamento de água doce e reabastecimento dos aquíferos, proteção da erosão do solo, proteção contra inundações, manutenção da qualidade da água, controlo da poluição, captura de carbono e regulação das alterações climáticas servindo, ainda, como zonas de lazer e turismo.

O concelho de Viana do Castelo possui uma vasta e diversificada extensão de zonas húmidas no seu território. As zonas costeiras, estuarinas e ribeirinhas presentes em Viana do Castelo albergam uma riqueza biológica ímpar, servindo como habitat a diversas espécies protegidas. Na Veiga de São Simão e Lagoas de Vila Franca encontramos, entre muitos outros animais, lontras, águias, garças e salamandras. Já na zona entre marés das praias rochosas é possível observar um esplendor de seres vivos marinhos, como algas, anémonas e estrelas do mar, polvos, caranguejos e peixes.

A plataforma online BioRegisto (http://www.cmia-viana-castelo.pt/bioregisto) revela-se uma ferramenta essencial para o conhecimento das zonas húmidas de Viana do Castelo. Do total das observações submetidas, cerca de metade correspondem a registos em zonas húmidas da região.

Celebra-se, com esta efeméride, a criação da Convenção de Ramsar, tratado intergovernamental assinado em 1971 relativo à conservação e usos sustentável das zonas húmidas. Em Portugal, estão designados, até à data, 31 Sítios Ramsar totalizando 132,487 hectares nacionais de zonas húmidas.








Resumo
Localização
CMIA de Viana do Castelo
Categoria
Dia Temático