Está offline. para recarregar esta página conecte-se a uma rede.
Hoje
/ 13º
Floresta

Câmara Municipal entrega primeiros exemplares de 115 mil árvores autóctones que vão ser oferecidas aos munícipes

  • Notícias
  • Câmara Municipal entrega primeiros exemplares de 115 mil árvores autóctones que vão ser oferecidas aos munícipes
A Câmara Municipal de Viana do Castelo entregou esta terça-feira os primeiros exemplares das 115 mil árvores autóctones que serão disponibilizadas aos munícipes.
Floresta | 4 abril 2019

O Município de Viana do Castelo pretende disponibilizar 115 mil árvores de espécies autóctones aos proprietários de terrenos florestais, visando promover e incentivar no território uma gestão florestal baseada em espécies arbóreas mais resilientes, mais diversificadas e nativas.

O regulamento do programa Reflorestar com Identidade indica que as árvores autóctones serão disponibilizadas nas instalações do Gabinete Técnico Florestal (GTF) do Município de Viana do Castelo, localizado no Mercado Municipal. As espécies a disponibilizar gratuitamente serão castanheiros, sobreiros, medronheiros, carvalhos e pinheiros-mansos ou outras.

Cada proprietário poderá candidatar-se a um limite máximo de 1 árvore por cada 30m2, até um máximo de 300 plantas, ficando obrigado a assegurar a necessária manutenção.

O período de entrega das espécies autóctones aos proprietários florestais será efetuado em épocas do ano com menor incidência de calor, em virtude de serem estas as mais indicadas às plantações florestais, ou seja, até fim de abril e a partir de 1 de outubro.

As plantas a fornecer irão destinar-se apenas a propriedades localizadas em Faixas de Gestão de Combustíveis, nomeadamente as de proteção aos aglomerados populacionais, edificados isolados e rede viária florestal, definidas no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, dos quais os proprietários devem fazer prova da localização e da titularidade.

O programa Reflorestas com Identidade acontece no âmbito do Ano Municipal para a Recuperação da Floresta Nativa Portuguesa, iniciativa enquadrada na Estratégia Municipal para a Conservação da Natureza (Agenda do Ambiente e da Biodiversidade para o quadriénio 2017-2021).

Recorde-se que o Município de Viana do Castelo, iniciou já, numa primeira fase, uma série de plantações com a colaboração de diversas empresas e voluntariado escolar, em locais de valor natural como os Monumentos Naturais. O envolvimento do tecido empresarial local nesta atividade de silvicultura teve como objetivo primordial recrutar algumas empresas para adotarem aqueles locais de forma a assegurarem a sua preservação e manutenção. Pretende-se que estas atividades sejam desenvolvidas em estreita colaboração com os Baldios locais e com continuidade ao longo de todo o ano. Esta estratégia abrange o universo do Concelho de Viana do Castelo, com incidência nas zonas afetadas pelos incêndios e, em especial, nas áreas classificadas do património biológico (genético), geológico e cultural, definindo as Áreas de Reabilitação Ecológica (ARE). As plantas são fornecidas pelos viveiros do Setor de Jardins da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Resumo
Categoria
Floresta